Se dura um segundo, então não chamarei de eterno... mas sim de importante, forte, gostoso, o que for.




Escrito por Luna às 22h14
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

Compartilhe:



Essa semana está sendo o sábado mais longo que eu já vi...



Escrito por Luna às 21h26
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

Compartilhe:



Ahhh, a virada de ano. Mais uma vez nos despedimos de um período e acrescentamos uma unidade ao que representa os 365 dias consecutivos. Bah Ana, pára de falar desse jeito esquisito. É só dizer que é mais uma virada de ano e ponto. Chega de florear. 

Haha... Falando nisso, hoje na fila do banco me deparei com um banner escrito "Mal. Froriano" e não me aguentei, fiquei rindo. Como é que podem mandar plotar sem revisão? Ah, Deus, faça com que as pessoas descubram que sou ótima revisora de textos e me paguem bem por isso :D 

Eu quero um blog novo. Um ano novo. Um site novo (nem tenho um velho). Fotos novas. Felicidades renovados. Amor alimentado. Luz no meu caminho e nos que estão comigo. E nos caminhos dos outros tb. 

 

 



Escrito por Luna às 22h52
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

Compartilhe:



O blog hiberna. O sono dos justos, dos sonhadores, das ilusões, das esperanças. 

A vida hibernou também nesse ano. Reflexo. 

Um ano de sonhos bons e pesadelos. Um ano rápido, e que num retorno rápido de pensamentos... o que foi mesmo que aconteceu? Rápido, carregado, pesado... e de repente nada aconteceu. 

2011 foi punk pra maioria das pessoas que eu conheço. Fechamos um ciclo, não tem como não ser assim. 

Acordei agora, eu acho, recente. 

Se o blog vai acordar? Ainda não sei. Tem coisas que trago comigo. Tem coisas que quero mesmo deixar pra trás. 

Acham isso tudo com cara de pensamentos de fim de ano né? Eu só entendo que é tudo parte de uma preparação para um novo ciclo.



Escrito por Luna às 15h36
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

Compartilhe:



O fim do túnel...

... em busca de luz.

 

 



Escrito por Luna às 21h26
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

Compartilhe:



Desde uns dias atrás... faz frio. É imenso, é terrível.

_____________________________________________

Tremo muito, agora dei pra isso... tremer os joelhos.

_____________________________________________

O queixo, bate-dentes tec tec tec tec... dedos tremem,

_____________________________________________

peito treme. Coração no peito bate, e treme. São tremores

_____________________________________________

tão fortes... intensos. Não achei que ia ter inverno de novo.

_____________________________________________

Não agora. Não assim. Mas está bem frio. E eu estou me

_____________________________________________

esticando, tentando tocar as nuvens, passar por elas e achar

_____________________________________________

a luz do sol. Até agora, ao tocar as nuvens, derramei sua

_____________________________________________

chuva guardada. As nuvens não queriam chover agora...

_____________________________________________

mas chovem. Meu aniversário vem aí... o que eu devo

_____________________________________________

fazer para ter sol? 


[um texto entre linhas]



Escrito por Luna às 02h59
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

Compartilhe:



Não sei se é gripe, se é frio, resfriado ou mau humor. Se é inferno astral, cachorro louco, cabelo sem corte, vento que corta. Não sei se vem de fora ou se é aqui dentro mesmo (mais provável). Tédio do controle remoto ou ansiedade pelo que iria acontecer mas não aconteceu. Se é a carteira vazia, se é fome ou se ter comido demais. 

A verdade é que não está bom, e o meu consolo é que amanhã o sol nasce de novo. Vamos lá. Obrigada.



Escrito por Luna às 01h07
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

Compartilhe:



a impressão do impresionista impressionou: EXPRESSÃO.



Escrito por Luna às 01h32
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

Compartilhe:



 

Hoje, por um suspiro, tive medo do futuro. Este que vem sem que a gente peça, sem que a gente diga sim ou não. Tive, por um momento, medo do tempo e das mudanças que ele trará. Muitas serão boas, outras nem tanto, mas nem é apenas seu teor que me assusta. Por um minuto ou dois, me arrepiei ao pensar que certamente isso tudo, ou quase tudo, vai mudar. E muitos desses câmbios acontecem lentamente... todo mundo sabe disso. Foi por isso que, durante um pequeno período, meu peito ficou apertado, ao pensar que tudo pode ser efêmero e passageiro. As coisas que adoramos e as pessoas que amamos, não existe eternidade para nada nem para ninguém. Dói um pouco saber que o que tenho é só para hoje, amanhã quem sabe. Não sei se terei, não sei se haverá. Foi esse aperto no peito, esse suspiro ou alguns deles, esse pequeno período de um ou dois minutos, foi isso que me fez sentir medo de tanto querer e gostar, medo da entrega e até medo de amar. Hoje é assim... e amanhã, será?



Escrito por Luna às 21h41
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

Compartilhe:



Come um chocolate

Assiste a novela

Olha na janela

Senta ver um filme

Não dá, tem vezes que a vida se torna urgente, e de nada adianta tentar se distrair. Aí é a hora de entrar em campo querendo ganhar.




Escrito por Luna às 01h16
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

Compartilhe:



Um momento um pouco breguinha...

...eu adoro esse jeitão à la Sérgio Reis, e a PF tem estado por todos os lados!



Escrito por Luna às 14h14
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

Compartilhe:



Uma página em branco, por favor! eu preciso anotar todos os meus delitos! As minhas falhas, meus medos, meus erros também. E depois dela bem cheia e pesada, arranco a folha dessa página e amasso... Então reúno do fundo do meu estômago toda a força que eu concentraria num golpe à têmpora de um inimigo traidor, se eu fosse assim violenta. E então arremesso a bola de papel pesada e culposa para muito longe de mim. Para onde nem o vento nem o tempo possam trazê-la de volta.



Escrito por Luna às 16h31
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

Compartilhe:



Uma lição, uma idéia, uma descoberta, um projetouma vontade,

uma luta, um sonho, uma felicidade, uma decepção,

um prazer, um esforço, uma paisagem, uma voz, uma vida...

 

 

e de repente: um corpo.



Escrito por Luna às 15h56
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

Compartilhe:



E agora... a segunda metade do ano!


O que será vem por aí? 


Meu desejo é de dias melhores.



Escrito por Luna às 18h32
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

Compartilhe:



O amadurecimento pode vir no aprender a cozinhar, no aprender a dizer "eu te amo". Pra alguns vem antes, às vezes à força. Pra outros é tardio. Cada um tem seu tempo. O importante é saber que a gente amadurece nas pequenas grandes coisas do dia a dia, da vida. No saber enfrentar os tropeços e no aprender a limpar o que sujou. Aprendr a perdoar, e a superar isso. É assim que a gente cresce.




Escrito por Luna às 19h28
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

Compartilhe:



 

 

À lua minguante não me engano

sou quarto melancólico

crescente a cada ano.

ana



Escrito por Luna às 02h44
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

Compartilhe:



Ia dizer tanta coisa... mas acho que prefiro parafrasear Jorge Drexler...

e aprender aposentar "la ilusión de que vivir es indoloro".



Escrito por Luna às 01h12
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

Compartilhe:



A oração de Santo Antonio mais linda que já ouvi:

"rezo à santo antonio hoje, pelo amor lindo que tenho,
que ja andei pondo a prova mas santo antonio sabe que é ele que quero.
rezo à santo antonio que meu amor continue sorrindo ao me ver
e diga sempre, sem cansar, que sou eu o seu amor.
rezo pelo meu sorriso diário ao pensar nele.
rezo à santo antonio que tudo vivido (de bom) até agora seja multiplicado,
porque é muito bom.
e rezo à todos os santos mas principalmente agradeço
por poder passar mais um dia 12 juntinho do meu amor.
amém."

Obrigada :)



Escrito por Luna às 00h57
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

Compartilhe:



Cansada, as pernas doem e latejam. Tenho apenas 27, mas o preparo físico não é dos melhores. Pernas doem. Cansada. Mas feliz por estar assim. Não pela dor, não! Mas sim pelo que causa o cansaço.

Agora, a vontade era de entrar no site da Gol/Webjet/Azul (Amarela/Arco íris/a cor que for), comprar uma passagem pra semana que vem... viagenzinha a 2... pés pro alto e sensação de dever cumprido. Mas por enquanto é vontade. Os grilinhos da conta bancária não pagam contas rs.

 

(imagem daqui)



Escrito por Luna às 00h45
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

Compartilhe:



"O médico, cabisbaixo, trazia-lhe a má notícia: dois meses de vida! Morreu em um. Exames trocados...

do Lura da Quimera (http://luradaquimera.blogspot.com/2011/04/desenganado.html)


Minha réplica:

O médico, cabisbaixo, trazia-lhe a notícia: dois meses de vida! Morreu em dois anos. Cada dia como se fosse o último. Os melhores de toda sua vida.



Escrito por Luna às 19h40
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

Compartilhe:



Ai! Não aguento mais vazio... tou cheia.

(imagem daqui)



Escrito por Luna às 19h22
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

Compartilhe:



 

Eu tenho medo. Tenho sim, e assumo. Medo do escuro, medo do rumo do planeta, medo da morte. Medo da decepção naquilo que se coloca as fichas. Medo da trapaça, da traição. Meu medo é real, é presente e com ele eu convivo. Dia e noite, às vezes mais, outras menos. Às vezes alimentado, outras superado, mesmo que momentaneamente. Ou então substituído por algum outro que pareça mais coerente. Ou menos. Medos são, por vezes, tão sem sentido... e nos levam a pensamentos e vertigens com os quais não precisaríamos nos deparar! Eu tenho medo da solidão, da tristeza, do rancor. Mas meu maior medo... é morrer de medo.



Escrito por Luna às 18h07
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

Compartilhe:



Refletindo... como Escher. Ou não.

Ei, tou aqui pensando... sem concluir ainda, sem saber a que conclusão isso vai me levar. Penso nessa coisa de respeitar, ser respeitada, tolerar, de que nada mudou. É que me parece incoerente dizer que nada mudou. É claro que eu estou aqui, que ainda tenho o mesmo nome, a mesma personalidade. Mas eu penso que algumas grandes mudanças levam a tantas outras, grandes ou pequenas... e daí eu me pergunto: ainda assim é certo dizer que nada mudou? Acho que não... e quero muito que isso seja repensado, para enfim ser realmente aceito. Isso não quer dizer que eu cheguei a uma conclusão, não. Ainda não. É toda uma gestalt pra fechar na minha cabeça - e eu ainda sou a pessoa com grandes dificuldades de expressar opinião. Oh, mas que contraditório, dizer isso e alimentar um blog. O blog é puramente momento de inspiração, com pitadas de opinião, pensadas e repensadas duzentas vezes antes de expostas. Mas nem foi isso que eu vim dizer hoje. Eu vim dizer que algo mudou sim, e que talvez já esteja na hora de tiras as vendas dos olhos e encarar um novo momento - que já nem é tão novo assim.

 



Escrito por Luna às 01h17
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

Compartilhe:



 


A gente tem o vício (eu, pelo menos) de matar a alegria com mil análises críticas que geralmente não têm nada a ver.

Eu vi isso num aplicativo "Conselhos de Caio Fernando Abreu" do Facebook (sim, eu voltei... afff). E eu gostei tanto, e achei tão a minha cara, que resolvi colar aqui. Tive até um déjàvu na hora de postar rs...



 



Escrito por Luna às 21h26
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

Compartilhe:



2.3.4 é uma crescente!

a felicidade é toda nossa.

te amo!



Escrito por Luna às 23h55
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

Compartilhe:



Desde que dei um tempo do Facebook, tenho me sentido incrivelmente mais leve. De início não tinha relacionado a isso, mas então um dia, quando precisei acessar uma outra conta para postar umas fotos, vi que não estava precisando (ou pronta para) voltar para lá mesmo. Alguns notaram imediatamente, outros só agora quase um mês depois, e sei que há aqueles que nem vão notar. O que me levou a fazer isso? é a grande pergunta dos amigos. Não precisou acontecer nada. Precisou eu decidir ir num ritmo mais humano, mais leve, mais meu. A vida se torna muito urgente em um ambiente como o do Face. Ou, como eu tenho definido, muito frenética. Pode ter - e é claro que tem! - os reencontros, os contatos, as divulgações, as uniões em prol disso ou daquilo. Mas há outras formas de ter isso na vida. E há um tempo seu de ser e fazer, sem precisar ficar preocupado se ninguém por acaso curtir. De início falei que em breve voltaria ao Face. Agora já não sei mais. Mas após a abstinência deve ser normal vir a negação. Quem sabe depois, quando a mão já não mais tremer eu até volte rs... Brincadeira. Cá estou hoje em casa, pronta pra trabalhar. Bem, então o que estou fazendo aqui? Foi só uma passadinha rápida, na tentativa de reestimular meu donzinho do texto escrito. Estou com saudades! Mas já estou indo.



Escrito por Luna às 23h54
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

Compartilhe:



Dia de acordar como se fosse sábado. De ligar a TV que nunca mais foi ligada. Dia de lembrar como foi bom rever a família unida. Dia de ouvir "Amor I Love You" e cantar junto, sem receio de ser cafona. E na TV, delícia, aquela programação que traz tanta lembrança, e que andava tão esquecida... Dia de ter certeza de estar fazendo o que é bom, de ter orgulho de estar indo pelo caminho que se quer, e de fazer com que os medos e inseguranças fiquem quietos para que se possa trabalhar no que vai acabar com eles. Dia de amar com todo o coração, com toda a emoção e felicidade. De contar as horas para ver quem se quer, para ficar bem, bem juntinho...

Sim, hoje é feriado :)



Escrito por Luna às 10h34
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

Compartilhe:



um chorinho bobo de fim de dia chato.

hora de dormir.



Escrito por Luna às 02h46
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

Compartilhe:



Eu passei o verão quase que em silêncio por aqui. E eu não sei dizer o que houve. Hoje é 21 de março e eu "vejo vir vindo no vento o cheiro da nova estação". Ai, medo... medo do frio, medo (i don't feel nothing, i just feel cold... Elton John cantou). Eu quero brilhando dentro de mim o sol que sempre carreguei. A luz da lua que sempre me iluminou. Alguém me dá a receita pra purificar o espírito e tornar a viver em harmonia? Acho que o banho na queda d'água foi um bom começo né? Obrigada natureza. Vamos em frente. Vai ser bom, eu sei. Já é, não é mesmo? Não é pq é um pouco mais difícil que não é bom. Eu sei.



Escrito por Luna às 21h09
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

Compartilhe:



... e naquele tempo, ao dar sua hora, Cinderela entrava na abóbora-taxi e ia embora...



Escrito por Luna às 02h40
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

Compartilhe:



 

 

Energia: Sol. Chuva. Terra. Quatro mãos. Carinho. Beijo. Respeito. Fidelidade. Amor. Lealdade. Paixão. 

É o que importa. Sigo em frente e feliz. 

Esquecer do que é nada. Pq energia do nada é como 1000 x 0, entende?

Cultivar o que há de bom.

Tarde deliciosa. Chuva. Sol. Semear (ou quase isso!). 

Um dia lindo... e viva o abacateiro!

 



Escrito por Luna às 01h16
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

Compartilhe:



Enfim. Voltei a escutar Bethânia.

Consegui. Delícia!

Fez tanta falta... mas para escutar Bethânia - pra mim - tem que estar tudo bem. 

É doído. É tão lindo!! Pode ser trágico...

Agora, a overdose. A compensação de todo esse tempo.

O mais importante do bordado, é sim, é o avesso...

|12.02.2011|



Escrito por Luna às 00h08
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

Compartilhe:



AAAAIII CAÇAMBA!!!!!!

Põe pra fora!!!



Escrito por Luna às 11h29
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

Compartilhe:



Olha só... 2011... várias viradas, janeiro punk. É nova energia? Cheia de força, espero. A meu favor, peço. A gente acha que dá conta, não dá. A gente acha que não, e dá. Começar o ano com umas porradas não é bom, mas prova que a gente não manda no que sente, mas sim em como lida com isso. Ouvi essa frase ontem - ou li, esse mundo de facebook. Aliás, às vezes me dá vontade de cair fora disso. Não sei até onde é bom. Mas sei. Ui, chega de surto. Chega de susto.

Há as mudanças literais. Há aquelas nem tão palpáveis, mas de atitude. Necessárias. Se queremos o novo, pq agir como sempre? 

Acho que estou desabafando um monte de frases feitas. E um monte de saladas da minha mente. Tudo junto. Sem entrelinhas, é verdade. O grande problema de quem tem por hábito escrever por entrelinhas é o de achar que há entrelinhas em tudo. Nem sempre há. Mas quando há, é mais fácil sacar. Mas quando - novamente - não há, causa nóia. Não quero nóia. Adoro as entrelinhas, mas não sei se quero mais escrever assim. Tenho preferido as coisas ditas, mais claras, tenho até conseguido dizer as coisas mais claras!!! Isso é troféu pra mim. Sem metáforas, sem comparações. Qual a dificuldade? É como não entender a dislexia quando não se sofre disso. Minha dislexia é com o dizer, entendam. Ou se não quiserem, me deixem ser. Não estou me importando com os julgamentos. É fácil julgar quando se nota uma atitude fora do padrão. É fácil também agir conforme o padrão. Mas eu estou aqui para tomar as decisões que farão da minha vida a vida que eu quero ter. E estou bem com isso. E estou tomando rumos por saber que muita coisa boa está envolvida.



Escrito por Luna às 10h48
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

Compartilhe:



A inspiração vem de onde?
Pergunta pra mim alguém
Respondo talvez de longe
De avião, barco ou ponte
Vem com meu bem de Belém
Vem com você nesse trem
Nas entrelinhas de um livro
Da morte de um ser vivo 
Das veias de um coração
Vem de um gesto preciso
Vem de um amor, vem do riso
Vem por alguma razão
Vem pelo sim, pelo não
Vem pelo mar gaivota
Vem pelos bichos da mata
Vem lá do céu, vem do chão
Vem da medida exata
Vem dentro da tua carta
Vem do Azerbaijão
Vem pela transpiração
A inspiração vem de onde, de onde?
 
Vem da tristeza, alegria
Do canto da cotovia
Vem do luar do sertão
Vem de uma noite fria
Vem olha só quem diria
Vem pelo raio e trovão
No beijo dessa paixão
A inspiração vem de onde, de onde?

De onde???

|Transpiração - Alzira Espíndola e Itamar Assumpção|



Escrito por Luna às 10h36
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

Compartilhe:



A vida anda agitada... hehe.



Escrito por Luna às 14h38
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

Compartilhe:



"O samba é pai do prazer,

o samba é filho da dor,

o grande poder transformador"

|Caetano Veloso|

 

 

Hoje é o Dia do Samba! De 2010. Se eu fosse compor um samba hoje, e tivesse feito um em 2009... sim, muita coisa mudaria. O samba do ano passado seria uma dessas letras angustiadas, daquilo que eu costumava chamar de "felicidade beirando a melancolia". Daqueles de ouvir e ficar instigado, e que dependendo do seu estado de espírito, não é fácil de ouvir. Seria um pouco doído, mas cheio de vontade, de esperança, e muito muito cheio de desejo... O samba desse ano... é um samba mais alegre, e mais calmo também. Mas é mais pacífico, mais doce, daqueles que você ouve e fica bem... fica feliz. Eu queria que ele fosse cantado pelo João Nogueira.

Dia desses coloquei no Facebook - acho até que ainda está lá - algo sobre a melancolia ser mais inspiradora. E isso é verdade, pelo menos para mim. Por isso, mesmo vendo que o blog tem ido num ritmo mais lento, menos intenso quanto há um tempo atrás, não vejo problema. É momento de usar minha frase de alguns anos atrás: "Vou ser feliz e já volto!". E se for pra ser feliz, não haveria problema em não voltar. Sei que volto pq isso é vida, e mundo real é assim né?! Deixa pra lá, por agora.

Feliz dia do samba, feliz dezembro, feliz presente para um feliz futuro. Hoje, um texto meia boca, mas cheio de boas intenções.



Escrito por Luna às 11h48
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

Compartilhe:



 

"A pergunta que todos deveríamos fazer-nos é: Que fiz eu se nada mudou? 

Deveríamos viver mais no dessassossego.

Não haverá amanhã se não mudarmos o hoje."


|José Saramago|



Escrito por Luna às 16h22
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

Compartilhe:



FELIIIIZZZZZZ!!!!

TEM SOOLLLLL!!!

RECEBI OS ARQUIVOS DO CD QUE GRAVAMOS HÁ 12 ANOS!!!

TENHO UM GRAMPEADOR!!!

hihi... :P

 



Escrito por Luna às 16h37
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

Compartilhe:



 


Parecendo triste. Apenas só.

A gente quer tanto fazer o diferente, o especial, que chega uma hora em que tudo o que a gente quer é o básico, o simples, o pique nique no parque, a foto tremida, o pé na areia. Eu estou muito assim. Pudesse não depender de grana, sairia agora mesmo - agora! - talvez sem rumo. Juntaria uns papéis, tintas, pincéis, máquina fotográfica, saia e blusa, e iria sentar numa beira de mar com brisa morna. Ai como eu queria. Música talvez, se servisse pra acalmar, sem provocar dores ou memórias - pq, vá lá, música é assim, traz de volta sensações e sentimentos, é phodda. Algo como tirar férias dessa eu q foi criada no espaço urbano-humano. Ser um pouco a eu autêntica, pura, livre. Sentir calma, paz, mas até sentir dor se der vontade de provocá-la. Sentir tudo de uma forma real. Lágrima que quiser rolar, sorriso que quiser brotar.
Tem dias em que, não adianta, vai ser dia de ficar sozinha. É hoje, dia como um desses, que eu queria fugir.



Escrito por Luna às 17h19
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

Compartilhe:



A grande dúvida e polêmica sobre listras:

Que tal?

Eu ainda acho que não é regra. Acho que largura das listras, cores, contrastes, tipo do tecido, tudo isso influencia. Já provei roupas tanto com horizontais quanto verticais que ficaram tanto boas quanto péssimas. Tem que provar. E tem que ter bom senso rs...

 



Escrito por Luna às 11h40
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

Compartilhe:



::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::

Tambor dentro do peito, coração manera
Pára de chover que já é primavera!!

::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::

 

|do Fagner e Zeca Baleiro, na voz da Ceumar é de matar...|



Escrito por Luna às 11h31
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

Compartilhe:



COMER UMA FLOR...

Eu, 27 anos, já tinha comido pétala de rosa e couve flor. Mas nunca tinha experimentado uma alcachofra. Ouvia falar das benesses, do preço e do status da tal flor comestível. Nunca sequer tinha visto uma preparada. Então dias atrás fomos a um restaurante habitué natural que adoramos. E no buffet estavam elas, belíssimas flores arroxeadas, prontas para serem experimentadas. 

 

Lá fomos nós. Espiando as mesas ao redor, sem saber ao certo o que fazer ou por onde começar. Não que buscássemos alguma regra, mas ao menos precisávamos saber o que afinal era a parte comestível! - haha - Foi engraçado. Nas tentativas arriscadas, descobrimos aquela polpinha descorada. E era ali o sabor. Deciframos e comparamos, batata doce? pinhão? Por fim, unânime, sabugo de milho. Algumas desejamos depois novamente, outras não pretendem tentar nunca mais. É isso aí, aberta aos novos sabores. Novas descobertas. Mesmo que seja só uma alcachofra na hora do almoço.

 



Escrito por Luna às 00h12
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

Compartilhe:



Resumindo em cores e linhas a minha vida e o que tem preenchido minhas idéias.

Sol e calor Feliz com a cenografia Paulo César Pinheiro Gatos Desejo de praia daquelas tranquilinhas Pagando contas AMANHÃ TEM SHOW DO PAULINHO DA VIOLA Preciso ganhar $$$ Apaixonada Dever cumprido como mesária Adoro morar na minha rua Estréia de espetáculo hoje e outro na terça dia 09 Enfim, celular desbloqueado! Me acostumo aos poucos ao facebook Amando Como será o fim do ano? Maggie completou 11 anos! Nós 6 meses :) Agora eu tenho um grampeador pinador! (com a mesma empolgação de ganhar uma Barbie na infância) Anel novo mas sem fazer as unhas Caixa de emails entupida Saudade Após tentativas, uma cerveja com papi. 1 mês sem diálogo de blogs Fiz meu primeiro fuxico! Fico sempre feliz em abrir o jogo com os amigos antigos Hoje é dia do designer, mas eu sou arquiteta Cansada de fazer o que não gosto Todo mundo vai ao doutor e sara. Todo mundo o doutor cura. Ele é o doutor Saracura! kkk... Ainda não sei como e onde será o meu Natal. O Brasil é o meu país! Fizemos um estandarte tão lindo... Preciso ganhar mais $$$.

 

Agora é só Salvar e Publicar



Escrito por Luna às 13h43
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

Compartilhe:



MAIS TIRINHAS...

MAFALDA!



Escrito por Luna às 17h12
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

Compartilhe:



 

"Lua lua lua lua... por um momento meu canto contigo compactua..."

Ai ai...


Agora que ganhei mais duas seguidoras no blog, congelei. Desculpem, eu voltarei, prometo rs...

Logo. Tão logo a noite caia, com aquela lua cheia que - por dios! - tanto me encanta.



Escrito por Luna às 11h54
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

Compartilhe:



 

A Espera - acrílico sobre tela de Grace Patterson

 

Tem vezes, a voz do blog cala. As idéias se iniciam, nada se conclui. É período de coleta, não de conclusões. Digestão vem depois.
E tudo está bem. É só aquela coisa de momento.

Mãe, compra um algodão doce?
Agora não. Só depois que vier o sol.



Escrito por Luna às 10h23
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

Compartilhe:



Em terra de cargo comissionado,

quem é mesário é rei.



Escrito por Luna às 12h02
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

Compartilhe:



"Estamos trabalhando para melhor atendê-lo"

rs...


O Show? do Sincopé, no Sesc da Esquina, domingo passado dia 26.09.2010.

O cenário? Nosso, Ana Modesto e Renata Carleial.


Obrigada Sincopé!

Obrigada Rose, por ceder a casa pra gente transformar em atelier-oficina!

Obrigada Re, parceirinha!

 



Escrito por Luna às 14h19
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

Compartilhe:



 

 

É

primavera...

 

... trago essa rosa

para te dar!

 

Hoje o céu está tão

lindo...



Escrito por Luna às 11h55
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

Compartilhe:



[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]
 
Histórico


Quem segue


Outros sites
 Luna in the Sky - dez/05 a jan/2010



A Lua - Tarsila do Amaral



Canto da Manhã - Lena Gal